Blog

Caneca

OS DESAFIOS E OPORTUNIDADES PARA OS PROFISISONAIS COM MAIS DE 50 ANOS

OS DESAFIOS E OPORTUNIDADES PARA OS PROFISISONAIS COM MAIS DE 50 ANOS
1051
17/12/2020
0

A expectativa de vida dos brasileiros aumenta cada vez mais e, em 2019, chegou a 76,6 anos. Isso significa três meses a mais em comparação à estimativa de 2018, de acordo com os dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A ampliação da longevidade impacta no mercado de trabalho, que precisa de transformações para manter ou abrir espaço para esse público com mais de 50 anos.

Para fazer uma análise da atual situação desses profissionais e as perspectivas futuras, o CEO da Keep Talent, Paulo Sérgio de Souza Correa, entrevistou Mórris Litvak, CEO e Fundador da Maturi, uma plataforma de recolocação e desenvolvimento profissional para pessoas acima de 50 anos. Mórris é empreendedor social, palestrante, formado e pós-graduado em Engenharia de Software pela FIAP de São Paulo. Também é professor do curso de pós-graduação em gerontologia do Hospital Albert Einstein e colunista do jornal O Estado de São Paulo. Ele criou a Maturi em 2015, na época como MaturiJobs. Em cinco anos, a plataforma registra números expressivos, com 150 mil profissionais 50+ cadastrados em todo o Brasil, 1.100 empresas que utilizam a ferramenta e 70 mil candidaturas.

Paulo: Há um paradoxo na reforma da Previdência que elevou para 65 anos a idade mínima para aposentar, mas não deu contrapartida de incentivo, nem que fosse de conscientização, para as empresas contratarem e reterem mais profissionais 50+?
 

Mórris: De fato é um grande paradoxo, existem vários projetos de lei de incentivo ou até de cotas de obrigatoriedade de contratação de pessoas de mais de 50, 55 anos ou aposentados, no Congresso, que já estão parados há um bom tempo e que eu acreditava que após a reforma da previdência fossem evoluir, nem que fosse para uma conscientização das empresas. Até agora nada, a gente está sentindo muito falta de ter esse tipo de incentivo. Acredito que em alguma hora vai ter, mas já passou da hora.

Como headhunter, vejo que já tivemos melhora, há 10 anos as empresas queriam na maioria dos casos candidatos na faixa dos 40 anos no máximo. Apesar desta abertura, ainda temos resistência. O que você diria para os empresários e profissionais de RH sobre as vantagens de contratar sêniores?
 

A gente avançou um pouco, mas o preconceito etário ainda é muito forte no mercado de trabalho. É uma questão cultural nossa, que lentamente está começando a mudar. São várias as vantagens de contratar pessoas mais velhas. São tanto vantagens sociais quanto estratégicas. Sociais porque você traz diversidade e inclusão. Estratégicas porque é bom ter essas pessoas no time porque essa diversidade traz inovação, pontos de vista diferentes, melhoria no ambiente com um time mais diverso, desde que exista integração desse time. As pessoas mais velhas trazem um outro comportamento, geralmente um comprometimento muito grande, soft skills de relacionamento interpessoal. Elas dão exemplo para o jovem, aprendem e ensinam, trazem não só experiência profissional, mas experiência de vida, que é muito importante. Além disso, sabem lidar, atender e entender os clientes mais velhos, que vão ser cada vez mais numerosos. Para se comunicar, saber as dores, criar serviços para os 50 mais, você precisa ter essas pessoas dentro de casa.

Um dos problemas na contratação de sêniores é o plano de saúde que a empresa oferece, porque quanto mais idade mais caro. E às vezes pode ser um custo bem expressivo. Como driblar isso?
 

Isso também depende um pouco, porque de fato a idade deixa mais caro, mas você consegue diluir isso pela média dos funcionários. Num plano corporativo não é tão caro assim como a gente sabe que é no particular. É um assunto que eu não conheço detalhes. Essa questão é complexa, não sou especialista no assunto, mas sei que várias empresas conseguem driblar isso através da média.


Se o sênior já está aposentado, não seria justo que a empresa não pagasse mais encargos? Alguma iniciativa que você conhece ou apoio está pressionando nosso governo para olhar para o 50+ com facilidades como esta e outras? Não está na hora de fazer isto?
 

Sim, com certeza está na hora de fazer isso. Por enquanto não existe nada efetivo. Sei que no Japão já existe esse tipo de iniciativa do governo. Aqui há um projeto de lei chamado RETA – Regime Especial do Trabalho Aposentado, que trata exatamente dessa questão. A ideia é estimular a contratação de aposentados por meio período, sem precisar recolher INSS, FGTS, ou seja, um custo muito menor, quase como um programa de estágio. Isto faz todo sentido, porque se a pessoa está aposentada ela não recebe nada desses encargos, mas tem que pagar mesmo assim. Então, acho absurdo e já passou da hora de existir isso. Acredito que tem que pressionar pra que esse projeto RETA, que é super bacana, possa evoluir e virar lei. Ele evoluiu bastante até, mas está parado há um bom tempo.

Este pensamento cartesiano de emprego CLT tem cada vez mais diminuído, autônomos e informais representam mais de 40% da força de trabalho. Para sêniores pode ser uma ideia interessante parar de procurar emprego formal e se preparar para prestar serviço a diversos empregadores?

Sem dúvida, a gente tem falado cada vez mais nisso na Maturi, usando aquele jargão de não tem emprego, mas tem trabalho. Isto é uma tendência e vai ser cada vez mais assim. Para todos e, principalmente, para os 50 mais, já que eles sofrem o preconceito etário no mercado de trabalho. Olhar para o empreendedorismo, o trabalho autônomo, consultoria, freelancer, assistente virtual, trabalhar de forma remota, através de aplicativos e sites na economia compartilhada, isso é uma tendência que se acelerou agora na pandemia, que vai ser cada vez mais, e é uma das principais saídas para essas pessoas. Não só em função de crise, o emprego formal vai existir cada vez menos. Além disso, tem o preconceito etário. Isso precisa ser incentivado e é necessário capacitar as pessoas para esse sentido.
 

Que tipo de perfil sênior você vê com mais facilidade de se colocar no mercado de trabalho? Quais características são importantes?

Não há um perfil específico, mas quem está atualizado, no sentido de tecnologia principalmente, mas não só isso, metodologias ágeis, novas formas de trabalho, saber se relacionar com equipes diversas, com estruturas mais horizontais e colaborativas, faz toda a diferença. Pra mim, essas habilidades de estar apto, saber se adaptar a esse novo ambiente de trabalho, que tem essas características e também estar apto a usar bem a tecnologia, isso facilita bastante. Todas as empresas têm procurado isso ultimamente.
 

O que você diria para aquele sênior que não está conseguindo se recolocar, quais as dicas?

Além de se atualizar nessas questões que falei, que são fundamentais, olhar para novas alternativas como o empreendedorismo, trabalho autônomo, se jogar no mundo digital, se atualizar, se capacitar o tempo todo. Fazer networking, conhecer pessoas novas e novas possibilidades. E também olhar para dentro, o autoconhecimento é muito importante, para que você saiba o que faz sentido e procurar com mais propriedade novas oportunidades. 

Esta fase outonal da vida é muito bonita e desafiadora, trabalho é apenas um dos desafios, precisa estar bem emocional e fisicamente, cultivar um estilo de vida saudável com exercícios e boa alimentação, ter prazeres, cabeça ativa. No seu site tem este tipo de conteúdo para ajudar seniores a ter uma vida melhor? Ou o que você recomenda?

Temos nosso blog no site da Maturi e nossa plataforma de conteúdo on-line, a Maturi Academy. Lógico que falamos muito mais de questões profissionais e técnicas, mas eventualmente trazemos conteúdos de saúde, qualidade de vida, autoconhecimento, propósito. Tudo isso está super interligado e é muito importante. E lógico tem vários outros conteúdos para as pessoas buscarem, mas é muito importante ter um estilo de vida saudável, estar bem fisicamente, emocionalmente, cuidar das relações, porque não adianta ter trabalho se não tem saúde e vice-versa. A gente está vivendo mais, vamos ter mais tempo de vida. Se a gente se cuidar, vamos ter mais qualidade de vida e mais condições de trabalhar.
 

Saiba mais sobre a Maturi em:

www.maturi.com.br

Compartilhe

Confira nossas vagas: Acesse o link! Leia mais

Controle sua privacidade

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Clique em "Minhas opções" para gerenciar suas preferências de cookies.

Minhas Opções Aceito

Quem pode usar seus cookies?

×

Cookies necessários

São essenciais pois garantem o funcionamento correto do próprio sistema de gestão de cookies e de áreas de acesso restrito do site. Esse é o nível mais básico e não pode ser desativado. Exemplos: acesso restrito a clientes e gestão de cookies.

Cookies para um bom funcionamento (1)

São utilizados para dimensionar o volume de acessos que temos, para que possamos avaliar o funcionamento do site e de sua navegação. Exemplo: Google Analytics.mais detalhes ›

Google Tag Manager

Cookies para uma melhor experiência (1)

São utilizados para oferecer a você melhores produtos e serviços. Exemplos: Google Tag Manager, Pixel do Facebook, Google Ads.mais detalhes ›

Shareaholic