Blog

Caneca

5 Dicas para destacar seu CURRÍCULO

5 Dicas para destacar seu CURRÍCULO
1221
24/04/2023
8

Não cometer erros na escrita e não mentir nas informações é algo bastante básico quando falamos de currículo. Já avançamos nesta etapa e agora é preciso entender como tornar esse currículo mais relevante em um processo seletivo, especialmente entre cargos de alta gestão, com perfis mais qualificados.

O currículo é o cartão de visitas do profissional, então é importante deixar claro para o outro no que você é bom. É preciso mostrar como você, como executivo, já contribuiu com as organizações onde esteve e quais as habilidades que possui para este novo desafio ao qual está se propondo.

1- Tenha um objetivo claro.

Para começar, é fundamental ter um objetivo claro e indicar isso no currículo. Hoje é muito comum ver aplicações para vagas de Recursos Humanos com informações como: “transformo vidas” ou “mestre na arte de agregar valor”. Mas isso não revela nada sobre aquilo que você sabe e quer fazer. O ideal seria colocar: gerente de Recursos Humanos, que mostra o cargo e a área que você pretende. Se a pessoa coloca como objetivo: Compras, Financeiro, Administração, Supply, achando que assim ela abre mais possibilidades, na verdade ela não está dizendo exatamente o que quer. É preciso evidenciar como você pode contribuir com o que estão procurando. Esta clareza aumenta inclusive as chances de ser encontrado nas buscas das plataformas de seleção. 

2- Apresente projetos e contextualize.

Quando listar as experiências profissionais, com empresas onde esteve e em quais períodos, mostre projetos que você participou e contextualize como foi esse trabalho e também a organização. Afinal, nem todo mundo conhece o mercado tão bem. Então, dizer que a empresa “XYZ” é uma indústria e confecção focada em moda de luxo com 3 fábricas e 50 lojas próprias, pode dar ordem de grandeza e complexidade da experiência. Se for empresa de capital aberto, cujo faturamento é público, pode-se incluir também esta informação, assim como número de funcionários.

Para falar dos projetos, uma boa maneira de fazer isso é dividir as informações em 4 pilares: Negócio, Resultados, Processos e Pessoas. Usando um exemplo prático de um executivo da área de Marketing podemos colocar:

- Negócio: responsável pela implantação da nova marca e identidade visual da empresa.

- Resultados: crescimento de 20% nas vendas em um determinado período.

- Processos: desenvolvimento de um novo CRM.

- Pessoas: líder de um time multidisciplinar.

E lembre-se que sempre é possível relatar resultados que você conquistou na organização, mesmo que tenha passado algum tempo em uma empresa que estava em crise, com dificuldades em relação à produtividade, vendas ou desempenho financeiro. Pode, por exemplo, dizer qual estratégia aplicou para manter o time engajado na busca de melhores resultados ou como fez a gestão das informações para um maior controle da situação do negócio. 

3 - Relate atividades que geram identidade

Além das experiências profissionais, você também pode mencionar outras atividades que de alguma forma o aproximem da cultura daquela organização para a qual você quer entrar. Isso gera mais identidade entre o candidato e a empresa. Por exemplo, se você está enviando seu currículo para uma vaga em uma cooperativa de crédito, pode ser interessante dizer que faz trabalhos voluntários com a comunidade. Ou se for uma empresa com uma determinada raiz estrangeira e você morou naquele país, também é um reforço de que você conhece um pouco daquela cultura e teria mais facilidade para adaptação. E quando falamos em vivências no exterior, não adianta simplesmente colocar: conheço mais de 20 países. É preciso mostrar como aquilo impacta no que você está buscando: viagens por mais de 20 países, entendendo diferentes maneiras de fazer negócios.

4- Formação acadêmica.

Na formação acadêmica, coloque somente a graduação e as formações mais relevantes e recentes como um MBA. Fazer uma listagem excessiva de cursos, já não se usa mais. Relate apenas certificações e cursos que estejam ligados à sua área de interesse atual. E lembre-se que todas as informações, desde a formação acadêmica até experiências profissionais devem estar em ordem cronológica, mas é importante investir mais espaço para falar daquilo que lhe valoriza para a posição que você está procurando neste momento.

5- Cuidado com esses detalhes.

 NÃO diga que você é comunicativo ou carismático. Comportamento se evidencia com fatos. A pessoa não precisa dizer que é aquilo, quem está falando com ela é que vai identificar essas características.
NÃO precisa incluir foto, a menos que a imagem agregue de alguma forma àquela função pretendida.
NÃO deve-se necessariamente incluir a idade. O objetivo do currículo é ser chamado para a entrevista e para isso o que deve interessar são suas contribuições como profissional, sua formação e suas vivências.
NÃO coloque a pretensão de remuneração ou a combinar. A remuneração está ligada ao que o profissional entrega e isso vai ser avaliado em uma próxima etapa.
NÃO inclua dados sensíveis como número de documentos de identidade ou carteira profissional e nunca abra dados das empresas onde você trabalhou.

Por fim, lembre-se que é preciso colocar todas as informações relevantes, mas, ao mesmo tempo, ser um material limpo, com no máximo duas páginas. Se quiser, pode incluir ainda suas mídias sociais, mas é fundamental que as postagens precisam ser coerentes com o que você apresenta ali no currículo.

Quer mais orientações e insights para a sua carreira? Acesse o site da Keeptalent e acompanhe também nossas redes sociais

Site LinkedIn Facebook Instagram

Compartilhe

Confira nossas vagas: Acesse o link! Leia mais

Controle sua privacidade

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Clique em "Minhas opções" para gerenciar suas preferências de cookies.

Minhas Opções Aceito

Quem pode usar seus cookies?

×

Cookies necessários

São essenciais pois garantem o funcionamento correto do próprio sistema de gestão de cookies e de áreas de acesso restrito do site. Esse é o nível mais básico e não pode ser desativado. Exemplos: acesso restrito a clientes e gestão de cookies.

Cookies para um bom funcionamento (1)

São utilizados para dimensionar o volume de acessos que temos, para que possamos avaliar o funcionamento do site e de sua navegação. Exemplo: Google Analytics.mais detalhes ›

Google Tag Manager

Cookies para uma melhor experiência (1)

São utilizados para oferecer a você melhores produtos e serviços. Exemplos: Google Tag Manager, Pixel do Facebook, Google Ads.mais detalhes ›

Shareaholic